A Família Monteiro de Araujo de Franca-SP, Penápolis-SP e Uberaba-MG – O Coronel João Monteiro de Araújo, (1820-1900), seus pais, seus irmãos, seus filhos, e, seus netos, bisnetos e trinetos nas famílias: Correia, Nunes de Souza, Souza Teixeira, Béber, Leme, Vaz de Melo, Goulart, Strogen, Barbosa, Silveira Fernandes, Marques, Delgado, Morais, Parente, Pires de Morais, Faleiros, Cruvinel Borges, Sampaio, Rocha Miranda

HISTÓRIA DE PORTUGUESES DO BRASIL

HISTÓRIA DE PORTUGUESES NO BRASIL

“Ainda existirá a velha casa senhorial do Monteiro?

Meu sonho era acabar morando e morrendo

Na velha casa do Monteiro.”

Aquilo que ouvimos, e, que aprendemos, e, que nossos pais nos contaram,

não o encobriremos aos nossos filhos.

Nós os contaremos, de geração em geração.

Os escravos do Coronel João Monteiro de Araújo comiam, à mesa, com ele, e,

ficaram com ele depois da abolição da escravidão no Brasil e depois continuaram com a Família indo para Uberaba-MG e Penápolis-SP alguns deles.

O Coronel João Monteiro de Araújo dizia:

– Se D. Pedro II vier à minha casa, não tenho como dar um jantar para ele pois meus escravos comem à mesa comigo.

Este site é da MADRINHA DA SERRA – http://www.madrinhadaserrablog.wordpress.com

VAMOS VER:

5 Monteiros de Araújo, filhos do  CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAUJO 1820 -1900 que se casaram com os 5 NUNES DE SOUZA, bisnetos DA MADRINHA DA SERRA,

Leia aqui sobre os Nunes e os Souza:

Famílias de Minas Gerais, os “”Rodrigues da Costa”” e os “Souza Teixeira” do Januário José de Souza e do José Rodrigues da Costa – Pioneiros e Desbravadores de Franca-SP, com muitos netos casados na Família da MADRINHA DA SERRA

Estes Monteiro de Araújo casados com Nunes de Souza tiveram netos se casaram nas famílias:

Correia, Nunes, Gouveia, Souza,  Béber, Leme, Goulart, Strogen, Barbosa, Silveira, Marques, Delgado, Morais, Parente, Pires de Morais, Faleiros, Cruvinel Borges, Rocha Miranda, entre outras

e, em tantas outras famílias de Franca-SP, Penápolis-SP, Uberaba-MG, Candeias-MG, Patrocínio Paulista, Barbacena-MG

Quando eu morrer, vou querer viver, com o Coronel João Monteiro de Araújo, naquela grande Fazenda Badajós, lá no Céu.

NOSSO TRONCO NO BRASIL

Primeira parte da História dos Monteiro de Araújo –

Nossa origem em Portugal, DO AVÔ DO CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAUJO 1820-1900

Leia em:

ROTEIRO DOS MONTEIRO DE ARAUJO

ORIGEM  – FREGUESIA DE CARREIRAS, PORTUGAL para

CONSELHEIRO LAFAIETE-MG BRASIL onde conheceram os Silveira

depois seguem para:

CANDEIAS-MG Fazenda no Ribeirão dos Monteiro, onde foram vizinho dos Silveira e se casaram com os Pires de Morais vindo de Ouro Branco-MG (Itatiaia) vizinho de Conselheiro Lafaiete-MG, dai,  eu acho que Monteiro de Araujo já conheciam lá os Pires de Morais, e de CANDEIAS-MG para:

FRANCA-SP (A fazenda da Mata dos Monteiros hoje é em Itirapuã-SP, desmembrada de Patrocínio Paulista, o qual foi desmembrado de de Franca-SP)

depois para UBERABA-MG, e:

Penápolis-SP e dai para o Mundo afora,

OS MONTEIRO DE ARAUJO QUE FORAM DE FRANCA-SP PARA UBERABA-MG ficaram de 1892 até 1912, 20 anos em Uberaba-MG;

tiveram filhos em Uberaba-MG e seguiram para Penápolis-SP

NEM TODOS CLARO DOS MONTEIRO DE ARAUJO FORAM PARA UBERABA-MG e nem todos os Monteiro de UBERABA-MG seguiram para Penápolis-SP.

Os escravos do Coronel João Monteiro de Araújo comiam, à mesa, com ele, e, ficaram com ele depois da abolição da escravidão no Brasil, e, depois continuaram com a Família indo para Penápolis-SP e outros lugares, alguns deles. Ele dizia:

– Se D. Pedro II vier à minha casa, não tenho como dar um jantar para ele pois meus escravos comem à mesa comigo.

UM DOS NETOS DE ESCRAVOS QUE PERMANECERAM NA FAMÍLIA, foi para Trindade-GO

ZEZÉ

img_0724

O Coronel João Monteiro de Araújo nasceu em Candeias-MG no Ribeirão dos Monteiro, em 1820, filho de capitão JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO 1785-1860; casou com a  prima? Laura Cândida de Assunção em 1842 mais ou menos, ela com uns 13 anos de idade, e,  teve seus primeiros dos 16 filhos em Cândeias-MG.

Em 1862 mais ou menos passou para A Fazenda  Morro Redondo na atual Itirapuã-SP onde teve os demais filhos. Teve filhos de 1843 a 1878.

Passou para Uberaba-MG em 1891 e ali faleceu no mangueiro do Badajós em 1900 aos 80 anos e trabalhando.

Vamos ver abaixo seus 16 filhos.

ESTA PÁGINA É DEDICADA A:

monica-sampaio

Mônica Aparecida Sampaio Garcia Maschietto, filha da Laurinha, neta da Anita, bisneta da Laura, trineta do Antônio Monteiro de Araújo, tetra-neta do Coronel João Monteiro de Araújo(1820-1900), penta-neta do Capitão José Monteiro de Araújo,

sexta-neta do João Monteiro de Araújo(1723-1799), sétima-neta do Manoel Monteiro, oitava-neta da Mariana Monteira.

  • Aquilo que ouvimos, e, que aprendemos, e, que nossos pais nos contaram,
  •  não o encobriremos aos nossos filhos.

Nós os contaremos, de geração em geração.

DAMOS BEM ABAIXO NESTA PÁGINA DA MADRINHA DA SERRA http://www.madrinhadaserrablog.wordpress.com, os 16 filhos do casal JOÃO MONTEIRO DE ARAUJO E LAURA CÂNDIDA DE ASSUNÇÃO (PIRES DE MORAIS).

MEU TETRAVÔ teve 14 filhos, Meu trisavô teve 16 filhos, meu bisavô 10, minha avó 7 filhos.

Faça as contas: 16x10x7, a Fazenda Badajós em Uberaba-MG foi fatiada em mais de 1.120 pedaços, sobrando um lote, um pequeno terreno pro meu pai.

E a Fazenda do tetravô então: seria a Fazenda do Morro Redondo, Itirapuã-SP, fatiada em 14 x 16 x 10 x 7 = quanto sobra da Fazenda Morro Redondo do Pontal para meu pai? = 15.680 avos da fazenda para meu pai.

Ninguém foi explorado, ninguém oprimido. Simplesmente dividiu-se a herança.

Temos orgulho do Coronel João Monteiro de Araújo (1820-1900) cujos escravos comiam à mesa com ele.

Coronel JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO, (seu avô tinha este mesmo nome, não misturar)  ( nascido em 1820- falecido em 1900),  casou 5 de seus 16 filhos, com 5 bisnetos da MADRINHA DA SERRA

Antônio c/c Mariana

João c/c Lauriana

Pedro c/c Ana Augusta

Carlos c/c Maria do Carmo

Ester c/c Joaquim

Estes casais MONTEIRO DE ARAÚJO-NUNES DE SOUZA foram para Penápolis-SP

NOTA SOBRE A CHEGADA DOS MONTEIRO DE ARAÚJO A PENÁPOLIS-SP e os ex escravos que seguiram conosco.

Recebi estas informações sobre a VIAGEM dos MONTEIRO DE ARAÚJO para PENÁPOLIS-SP:

Contribuição valiosa, lembrando que o primeiro Monteiro de Araújo a chegar, como descobrimos foi o PRIMOGÊNITO JOSÉ CÂNDIDO MONTEIRO, nascido em 1843, filho do JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO.

Há alguns erros de nomes, mas a contribuição foi da maior importância.

1- Ester Cândida de Assunção foi casada com Joaquim Nunes de Souza.

E, o Joaquim Nunes Monteiro é o QUINCA MONTEIRO, filho da Lauriana Nunes de Souza e João Monteiro de Araújo Filho, irmão de Ester.

Militão não é pai do Juvêncio da Farmácia.

Estamos conferindo tudo. Obrigado. Não faço ideia quem seja Cassiano.

“””””Parentes:

seguem as informações que colhi com minha tia Terezinha em Penápolis, espero poder ajudar na construção deste lindo “livro de histórias”: Já foi citado que os escravos viviam quase como parentes dentro da família Monteiro, segundo as histórias dos antepassados, em Uberaba muitos escravos da fazendas vizinhas fugiam para a fazenda do Cap. João Monteiro de Araújo, tendo este inclusive escondido alguns afim de protegê-los, esta situação criou graves desavenças com os fazendeiros da região, inclusive houveram ameaças de morte contra os Monteiro.

Esta situação também pesou na decisão de saírem de Uberaba.

A comitiva foram de quase quarenta carros de bois, tinha carro de boi cheio de crianças, tinha um carro de boi carregado só de rapaduras. O irmão MILITÃO (pai do Juvêncio, Wilson, Dalila, Dirce, Diva, Dulce, Gualter, Jairo, Jaime…. ) ficou em Tanabi SP.

Vieram o CASSIANO ( Fernando, Jojó, Nana, Minota, Alvi) CARLOS ( que acredito ser o seu tronco da família ) – ( Urias, CArlos, Belico, Antonieta, Totonho, Alcina, Adélia, Custória) JOAQUIM Nunes Monteiro, casado com Ester ( Artur, Adolfo, Alberto, Antonio, Albertina, Marieta, Antonieta, Pedro, Maria) JOÃO, casado com Lauriana ( meus bisavôs) – observação a bisavô casou com 12 anos e morreu aos 39 ( Alzira, Joaquim -Quinca Monteiro, Antonio – Tonico Monteiro, Maria de Lourdes, Yolanda -minha avó, Custódio, Iracy, Francisco e João) ANTONIO, casado com Mariana ( meus bisavós ) –

segundo minha tia Terezinha, o bisavô Antonio deve ter falecido na década de 20, porque meus avós casaram em 32 e o bisavô Antonio já tinha morrido ( Joaquim – foi para SP advogar, levou a bisavó Mariana, já viúva e os irmãos mais novos e os ex-excravos que sempre acompanharam a família), Maria – Lica, esposa do Guimarães, Antonio, Alvaro Monteiro de Araujo ( meu avô ) voltou para Penápolis e montou engenho, trouxe de volta a Umbelina -ex-escrava – e toda sua família, seus filhos se integravam na família, inclusive seu caçula o José foi batizado como José Monteiro, seu filho Sergio aprendeu a dirigir e o Robertinho tocava na Banda que o meu avô Álvaro teve e que tocava em Penápolis no tempo do cinema mudo, meu avô tocava instrumentos de sopro, tinha outro negro na banda chamado Camundá), Mariana, Nilson, José – morreu na revolução de 32, Laura ( familia Sampaio /Oceu ) PEDRO (Maria, Armando, Adauto, Benedito, Odorico, Assis, Arlindo, Arlinda, Armanda) Bom estas são as informações que minha tia lembrou-se abraçosJoão Álvaro””””””””””

O Coronel João Monteiro de Araújo (1820-1900) morreu trabalhando, cuidando de porcos no mangueiro da Fazenda Badajós em Uberaba-MG
-O Coronel João Monteiro de Araújo (1820-1900) dizia quando morava na Franca-SP:
– Se o D. Pedro II vier à minha fazenda, não poderei recebê-lo pois meus escravos comem comigo à mesa.

O Coronel João Monteiro de Araújo (1820-1900) MORREU TRABALHANDO AOS 80 ANOS NO CHIQUEIRO, mangueiro, DA FAZENDA BADAJÓS EM UBERABA-MG DE ATAQUE DO CORAÇÃO

Monteiro que se casaram com os NUNES DE SOUZA DA MADRINHA DA SERRA, tiveram netos se casaram nas famílias Correia, Nunes, Gouveia, Souza,  Béber, Leme, Goulart, Strogen, Barbosa Silveira, Marques, Delgado, Morais, Parente, Pires de Morais, Faleiros, e tanta gente de Franca-SP e Penápolis-SP, Uberaba-MG,,

De onde vieram, onde moravam antes de virem para o Morro Redondo do Pontal, divisa São Paulo Minas Gerais, na atual Itirapuã-SP,, depois chamada Capivari da Mata…
Vieram de Candeias-MG.
E antes de Candeias-MG – Conselheiro Lafaitete-MG, onde lá conheceram os Souza, os Silveira, todos que se uniriam à família em Piui-MG e em Franca-SP

No Arquivo Público de Uberaba-MG achei só o inventário da esposa do Coronel João Monteiro de Araújo, a vó Laura Cândida de Assunção.

Vamos ver esta família porque 5 FILHOS DO CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO casaram-se com 5 bisnetos e bisnetas da MADRINHA DA SERRA, a quem este site se dedica.

5 ou 6 filhos do Coronel João Monteiro de Araúo casaram-se com primos em primeiro grau – tradição da Família Monteiro de Araújo por séculos.

O Coronel João Monteiro de Araújo (1820-1900) morreu trabalhando, cuidando de porcos no mangueiro da Fazenda Badajós, em Uberaba-MG, no Brasil.

O inventário da vovó Laura diz, em dez/1907, que o Tio Néca seria seu inventariante porque cuidou bem dela e da fazenda desde 1900 quando vovô joão morreu.

“remuneração da dedicação e serviço que sempre tem tratado a testadora e com que sempre tratou o seu pai, do qual substituiu na direção dos trabalhos do sítio e negócios desde que ele adoeceu.”

-O Coronel João Monteiro de Araújo (1820-1900) dizia quando morava na Franca-SP:

– Se o D. Pedro II vier à minha fazenda, não poderei recebê-lo pois meus escravos comem comigo à mesa.

MORREU TRABALHANDO AOS 80 ANOS NO CHIQUEIRO DA FAZENDA BADAJÓS, EM UBERABA-MG, DE ATAQUE DO CORAÇÃO

De onde vieram, onde moravam antes de virem para o Morro Redondo do Pontal, divisa São Paulo Minas Gerais, na atual Itirapuã-SP,, depois chamada Capivari da Mata…

Vieram de Candeias-MG.

Usina Ribeirão dos Monteiros, localizada na região da Estação de Bugios, município de Candeias-MG, tive o privilegio de acompanhar a sua construção, quando aos domingos, juntamente com meu pai, minha mãe e meus irmãos, pegávamos o trem da Rede Mineira de Viação, a velha Maria Fumaça, todos os domingos as 8:00 horas da manhã e as 17:00 horas, estávamos de volta, alegres, pois além da visita à nova usina hidrelétrica, para nós, viajar de trem, era uma grande terapia.

No Arquivo Público de Uberaba-MG achei só o inventário da esposa do Coronel João Monteiro de Araujo, a vó Laura Cândida de Assunção. (também assinava Laura Pires de Morais – sobrenome – apelido – paterno).  Cândida de Assunção é sobrenome materno.

Vamos ver esta família porque 5 FILHOS DO CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO casaram-se com 5 bisnetos e bisnetas da MADRINHA DA SERRA, a quem este site se dedica.

HISTÓRIA DE PORTUGUESES DO BRASIL

HISTÓRIA DE PORTUGUESES NO BRASIL

Você está no site da https://madrinhadaserrablog.wordpress.com de enorme descendência – Ela viveu 103 anos fazendo o bem.

––

AQUI NOSSOS ANTEPASSADOS MONTEIRO DE ARAUJO ATÉ ONDE DESCOBRIMOS

5 IRMÃOS MONTEIRO DE ARAUJO CASARAM-SE COM 5 IRMÃS BISNETAS DA MADRINHA DA SERRA- AQUI, ENTÃO, A ORIGEM DOS PORTUGUESES MONTEIRO DE ARAUJO.

NOSSO TRONCO NO BRASIL – Primeira parte da História dos Monteiro de Araújo – Nossa origem em Portugal

Leia em:

2 – A Família Monteiro de Franca-SP, Uberaba-MG, Penápolis-SP, Candeias-MG – Barbacena-MG – Capitão José Monteiro de Araújo (*Candeias-MG *1.785 – +Itirapuã-SP 1.861), pai do Coronel João Monteiro de Araújo neto (1820-1900), sua família unida à Madrinha da Serra

João Monteiro de Araújo (AVÔ, nascido em 1723, FALECIDO EM CANDEIAS-MG EM 1799), nascido na freguesia de S. Tiago de Carreira Bispado do Porto, filho de Manoel Monteiro, natural da freguesia de Sampaio e Izabel Antonia da freguesia de Santiago, ambas do Bispado do Porto.

Agradecemos ao Projeto Compartilhar

CONHEÇA A FAMÍLIA DE ANA MARIA DE JESUS, ESPOSA DO JOÃO MONTEIRO DE ARAUJO, O AVÔ, nascido em Portugal em 1723, e, que faleceu em 1799 em Candeias-MG.

Aqui a extensa genealogia de ANA MARIA DE JESUS – QUE VEM DESDE A ORIGEM QUATROCENTONA DE SÃO PAULO-SP NO BRASIL

no PROJETO COMPARTILHAR DA BARTIRA SETTE

monteiro de araujo

ENTÃO:

MANOEL MONTEIRO (c/c Izabel Antônia) é pai de:

JOÃO MONTEIRO DE ARAUJO, o avô, (c/c Ana Maria de Jesus) é pai de:

Capitão JOSÉ MONTEIRO DE ARAUJO (c/c Maria Joaquina de Jesus) é pai de:

CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAUJO, neto, (c/c Laura Cândida de Assunção) é o pai de:

16 filhos, dos quais 5 se casaram com bisnetas da MADRINHA DA SERRA e são estudadas em detalhe neste site.

https://madrinhadaserrablog.wordpress.com

QUASE CERTEZA QUE Capitão JOSÉ MONTEIRO DE ARAUJO (c/c Maria Joaquina de Jesus)  são primos em primeiro grau.

JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO, falecido em 1799, em Candeias-MG, é o pai de:

JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO, fal. 23/jun/1860, no Morro Redondo, hoje Itirapuã-SP, e que é pai de;

JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO (NETO), 1820-1900, morreu no Badajós Uberaba-MG, que é o pai de:

16 FILHOS, 8 homens e 8 mulheres – 5 dos quais casados com bisnetos da MADRINHA DA SERRA.

E para conhecer a família destes 5 Monteiros casados com Souza e que foram para Penápolis-SP, veja:

https://madrinhadaserrablog.wordpress.com

5 filhos do Coronel João Monteiro de Araújo e de Laura Cândida de Assunção,  casaram-se com 5 irmãos da Família Nunes de Souza,  descendentes, bisnetos, da Madrinha da Serra.

Vovó Laura Cândida de Assunção teve 16 filhos e teve filhos até 50 anos de idade.

Laura é filha de Demitildes Cândida de Assunção, e, de Antônio Pires de Morais, portanto, é quase certeza que Laura é prima primeira do CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO.

Esse Antônio Pires de Morais é provável FILHO de Joaquim Pires de Morais, avô materno do Coronel JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO.

Laura nasceu em Candeias-MG, em 1829, e, o Coronel José Monteiro de Araújo nasceu, em 1820, também em Candeias-MG, mas não  encontrei ainda o batizado dele ainda. É provável que o assento de batismo esteja em capelas filiais nos livros de Itapecerica-MG de onde Candeias-MG era capela em 1820.

candeias-gomide

5 filhos do Coronel João Monteiro de Araújo e de Laura Cândida de Assunção,  casaram-se com 5 irmãos da Família Nunes de Souza,  descendentes, bisnetos, da Madrinha da Serra.

Vovó Laura Cândida de Assunção LAURA PIRES DE MORAIS teve 16 filhos e teve filhos até 50 anos de idade.

Laura é filha de Demitildes Cândida de Assunção, e, de Antônio Pires de Morais, portanto, é quase certeza que Laura PIRES DE MORAIS, (também dita LAURA CÂNDIDA DE ASSUNÇÃO), é prima primeira do CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO.

Esse Antônio Pires de Morais é PROVAVELMENTE filho, de Joaquim Pires de Morais (o velho), avô materno do Coronel JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO. (1820-1900)..

Joaquim Pires de Morais (o velho, ele tem filho do mesmo nome) é pai de Maria Joaquina de Jesus Pires de Morais, mãe do CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAUJO. (1820-1900)..

BATIZADO DE LAURA CÂNDIDA DE ASSUNÇÃO, também dita Laura Pires de Morais (sobrenome paterno), nascida no Ribeirão dos Monteiros Candeias-MG onde eram vizinhos dos Silveira Fernandes

e, vizinhos dos Pinto Caldeira pioneiros no Lageado, na Colônia Militar na atual Penápolis-SP onde os Pinto Caldeira foram pioneiros junto com o vizinho José Cândido Monteiro primogênito da vovó Laura Cândida de Assunção (Pires de Morais).

laurabatismo

Mapa de População de Candeias-MG

Base de nossa Genealogia Monteiro de Araújo:

candeias-mapa

monteiro candeias

Depoimento Comovente e Histórico:

Entrevista com a Carmita, bisneta duas vezes do Coronel João Monteiro de Araújo:

OS MONTEIRO DE ARAÚJO em CANDEIAS-MG em 1831

No Mapa de população de Candeias-MG, em 1831, no fogo de seus pais JOSÉ MONTEIRO DE ARAUJO e MARIA JOAQUINA (de Jesus) PIRES DE MORAIS,

e onde, o Coronel João Monteiro de Araújo (1820-1900) aparece com 10 aninhos de idade.

Como tanto Maria Joaquina de Jesus quanto a mãe da vó Laura, a Demithildes são Pires de Morais,

então, eu acredito que são parentes próximos João e Laura, (talvez primos primeiro)

como foi o caso de uma irmão do José Monteiro de Araujo que se casou com Pires de Morais.

Os irmãos Maria JOAQUINA DE JESUS E MANOEL PIRES DE MORAIS FORAM PADRINHOS DE BATISMO DA VOVÓ LAURA, SOBRINHA DELES.

EM CANDEIAS-MG EM 1831:

JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO, chefe do fogo, cor branca, 46, casado, agricultor.

MARIA JOAQUINA, cônjuge, branca, 37, casado,  fiadeira

JOSÉ, dependente, cor branca, 12, solteiro.

JOAO, dependente, branca, 10, solteiro. (Esse é o nosso amado avô CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO)

JOSEFA, dependente, branca, ?, solteiro

ANTÔNIO, dependente, branca, 4, solteiro

MARIA, dependente, branca, 6, solteiro

CÂNDIDA, dependente, branca, 11, solteiro

ANNA, dependente, branca, 7 solteiro

DEMETILDES, dependente, branca, 3 solteiro

nº escravos 11, nº moradores 23

==

Esses são os pais de Maria Joaquina de Jesus (Pires de Morais), ESPOSA do Capitão José Monteiro de Araújo (1785-1860) e mãe do CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAUJO 1820-1900); eles moravam, em 1831, em Candeias-MG, também:

Essa Maria Clara de Jesus, mãe da MARIA JOAQUINA DE JESUS é irmã de Ana Maria de Jesus, que é mãe do Capitão José Monteiro de Araújo.

Portanto MARIA JOAQUINA DE JESUS É PRIMA DE SEU marido,  Capitão José Monteiro de Araújo.

A TRADIÇÃO DE MONTEIRO DE ARAUJO DE CASAR COM PRIMO VEM PORTANTO DESDE 1810 NO MÍNIMO.

Isto está no PDF do Projeto Compartilhar. Ver acima.

REPARE QUE NÃO TEM NENHUM ANTONIO, QUE ACHO É O JÁ CASADO COM DEMITILDES PAI DE LAURA CANDIDA DE ASSUNÇÃO NOSSA AVÓ,, LER BATISMO ACIMA.

joaquim pires

JOAQUIM PIRES DE MORAIS, chefe do fogo, branca, 73, casado

MARIA CLARA DE JESUS, cônjuge, branca, 69, casado

JOAO PIRES, dependente, branca, 29, solteiro negociante

MANOEL PIRES, dependente, branca, 26, solteiro, negociante  ESSE FOI PADRINHO DE BATISMO DA VOVÓ LAURA – VER BATISMO ACIMA.

FRANCISCO PIRES, dependente, branca, 27, solteiro, negociante

JOSE MARIA, dependente, branca, 20, solteiro

MANOEL, dependente, branca, 14, solteiro

nº escravos 2, nº moradores 7

A VINDA PARA FRANCA-SP em 1842

A Fazenda Morro Redondo, Mata dos Monteiro, Capivari da Mata, em Itirapuã-SP até hoje  ano de 2020 a sede é dos Monteiro de Araujo

Em 1842, o Capitão JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO e sua família mudou-se para a Fazenda do Morro Redondo do Pontal, no atual município de Itirapuã-SP (a palavra itirapuã significa morro redondo), na época pertencente à Vila Franca do Imperador, província de São Paulo.

FOTO DA CASA SEDE DA FAZENDA DA SERRA, HOJE RESTA A SENZALA E PARTE DA CASA, ainda a nascente de água corre perto da casa.

O Coronel  João Monteiro de Araújo não veio junto com seu pai o o Capitão JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO, veio depois, provavelmente, pois seu primeiro filho José Cândido é nascido em Minas Gerais em 1843.

E no inventário do o Capitão JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO em 1861, o João Monteiro de Araújo ainda era residente em Candeias-MG.

Veio um pouco depois para Franca-SP.

Teve um problema em uma ponte, onde há processo sobre isto no Fórum de Patrocínio Paulista.

Depois, segundo, se suspeita, por ajudar escravos fugidos, teve que ir para Uberaba-MG, para a Fazenda Badajós em 1891, mais ou menos.

Muitos dos filhos do o Capitão JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO ficaram em Franca-SP e foram gente importante e as filhas do o Capitão JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO casadas com gente importante.

Veja a página sobre  o Capitão JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO pai de João Monteiro de Araújo (1820-1900) neste site.

Ainda existe a senzala ao lado e parte da casa

Quando seu pai faleceu em 1860, no Morro Redondo, o sexto filho João Monteiro de Araujo, ainda era morador em Candeias-MG, onde nasceu seus primeiros filhos.

O Coronel JOÃO MONTEIRO de ARAÚJO,  teve 16 filhos, vovó Laura teve seu último filho, tio Néca, aos 50 anos de idade, em +-1880.

O primeiro filho José Cândido Monteiro nasceu em 1843, e, faleceu em Uberaba-MG, em 1916.

Não sei se todos os 16 filhos do JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO foram para Uberaba-MG.

Nem sei quais foram direto de Franca-SP para Penápolis-SP, quais ficaram em Franca-SP, e, os quais passaram de Franca-SP para Uberaba-MG, e, depois, seguiram para Penápolis-SP.

Muitas das tias, irmãs do CORONEL JOÃO MONTEIRO de ARAÚJO casaram-se com gente importante de Franca-SP.

Por volta de 1892, mudou-se para a Fazenda Badajós, em Uberaba-MG.

Fazenda tão grande, lá no Chuá, que se andava um dia a pé de cavalo e não via o fim da Fazenda.

O CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO Morreu de ataque do coração, no chiqueiro da fazenda, em 1900. Sim, estava trabalhando, aos 80 anos de idade.

Depois da morte da vovó Laura, em 1908,  os herdeiros rumaram para Penápolis-SP. Lá encontraram parentes vindos de Franca-SP.

O segundo Monteiro de Araújo, filho do João Monteiro de Araújo, a ir para Penápolis-SP, e, chamar os outros foi tio Antônio Monteiro de Araújo. Os netos dele já apareceram neste site.

NOTA: OS MONTEIROS DA FARMÁCIA MONTEIRO, DO GUÁLTER MONTEIRO, são primos mais distantes também vindos de Franca-SP e parente dos Faleiros, descendentes de MANUEL ANTÔNIO MONTEIRO, também pioneiro em Penápolis-SP.

=

OS 16 FILHOS, 8 homens e 8 mulheres, do CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO e de LAURA CÂNDIDA DE ASSUNÇÃO:

Acredito que está lista que está no inventário da Laura Cândida de Assunção em 1908 em Uberaba-MG, atualmente guardado no Arquivo Público de Uberaba-MG, esteja por ordem de idade,

FORAM COLOCADOS Os NOME DOS HOMENS PRIMEIRO, NO INVENTÁRIO DA VOVÓ LAURA. Do mais velho para o mais novo, e, depois as mulheres idem. Assim sabemos a ordem dos nascimentos.

Só o tio Néca fica por último na lista de herdeiros da vovó Laura. Só se foi assim mesmo, todos os primeiros filhos foram homens, e, os primeiros filhos foram homens. É certo que tio Néca é o caçula.

O José deve ter nascido por volta de 1843, como consta no óbito dele 72 anos em janeiro de 1916, ver baixo, com vovó Laura tendo  por volta de 14 anos de idade, quando teve seu primeiro filho o José Cândido Monteiro o qual deve ter nascido em Candeias-MG e Campo Belo-MG.

A maioria dos filhos nasceu em Franca e depois Patrocínio Paulista-SP.  O mais novo, o tio Néca, deve ter nascido por volta de 1880 com vovó Laura com 50 anos de idade, conforme informou a Carmita da Silveira. Tudo isso será pesquisado ainda.

NO INVENTÁRIO DE SEU PAI, O CAPITÃO JOSÉ MONTEIRO DE ARAÚJO, EM 1861, EM FRANCA-SP,  O CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO APARECE COMO MORANDO EM CANDEIAS-MG. A VOVÓ LAURA É DE CAMPO BELO MG, nascida em 1829, portanto tendo 14 anos quando nasceu seu primeiro filho em 1843. Vou procurar e achar este batizado nos livros de Candeias-MG.

ENTENDO QUE O CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO NÃO DEVE TER VINDO COM SEUS PAIS PARA FRANCA EM 1843, QUANDO TINHA 23 ANOS DE IDADE E VOVÓ LAURA SOMENTE 13 ANOS.

Deve ter vividos seus primeiros anos de casado em Campo Belo-MG e Candeias-MG. O filho Carlos Justino Monteiro, meu bisavô já é nascido em 1863 em Franca-SP.

Assim, é provável que JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO e LAURA CÂNDIDA de Assunção tenham se mudado para o Morro Redondo do Pontal na atual Itirapuã-SP, em 1862 mais ou menos.

E AQUI APARECEM CINCO MONTEIRO CASADO COM 5  NUNES de SOUZA.

Estes 5 Nunes de Souza são  BISNETOS DA MADRINHA DA SERRA.

16 herdeiros da Fazenda Badajós em Uberaba-MG sobra pouca terra para cada um:

Foram em frente, sempre para o Oeste para construir a civilização. Foram para Penápolis-SP, ONDE A TERRA AINDA ERA MAIS BARATA, E AONDE TINHA MATA PARA SE USAR NA FAZENDA.

Ordem de Nascimento – Primeiro os Homens – e depois ordem das Mulheres, conforme inventário da mãe deles – Laura Cândida de Assunção – em 1907, em Uberaba-MG.

8 filhos homens: – O mais velho José Cândido (1843) e depois: Antônio, Joaquim, Ernesto, Carlos, Pedro e Joãozinho que morreu por último dos que foram para Penápolis-SP em 1963 , e, mais

o inventariante, caçula Tio Néca Manoel Monteiro da Silva, que vindo de Franca-SP para o Badajós chegou com 12 anos, e ainda solteiro em 1900 quando o Coronel João Monteiro de Araujo faleceu, tomou conta da Fazenda Badajós, é elogiado pela Vovó Laura no testamento em 1907. Tio Néca em 1939 foi o último a deixar o Badajós, indo para Trindade-GO.

8 filhas: A mais velha: Ana, depois Maria Cândida, Persília, Maria das Dores, Cassiana, Ester, Carlota, e, Eleolina.

Tio Neca o mais novo, inventariante da Vovó Laura em 1908, que chegou de Franca-SP para Penápolis-SP ainda novo com 12 anos e ainda solteiro quando morreu seu pai o Coronel João Monteiro de Araujo (1820-1900) e ficou tomando conta da Fazenda Badajós, cuidou bem diz vó Laura em seu testamento, e foi Tio Néca o último a deixar o Badajós em 1939..

A Vovó LAURA teve o Tio Néca com 50 anos de idade, em 1878. O mais velho, José Cândido, nasceu em 1843, e, o caçula NÉCA, por volta de 1.880. Teve filhos até 50 anos. de 1843 até 1880 mais ou menos.

No inventário da Vovó Laura aparece bois de carro, vaca parida.

1- José Cândido Monteiro, VIAJANTE, PIONEIRO NA COLÔNIA MILITAR DO DEGREDO EM PENÁPOLIS-SP, branco, enterrado aos 72 anos de idade, em 11 de janeiro de 1916, em Penápolis-SP,  sepultura número 5. Natural de Minas Gerais, portanto, nascido em 1844, filho mais velho. Vou pegar certidão de óbito no cartório. Nascido em Candeias ou Campo Belo, em Minas Gerais. FOI PARA PENÁPOLIS-SP. (Ver a página sobre a Colônia Militar neste site).

José Cândido Monteiro: branco, falecido aos 72 anos de idade, em 10/jan/1916, de febre algida. Enterrado, em 11 de janeiro de 1916, em Penápolis-SP. O seu registro de óbito é n° 5, folha 10, do ano de 1916. Falecido em 1916 aos 72 anos portanto nasceu em 1843.

Natural de Minas Gerais, (quase certo que em Candeias-MG).

Nascido em 1843, filho mais velho dos 16 filhos de João Monteiro de Araújo, e, de Laura Cândida de Assunção (também dita Laura Pires Monteiro).

Teve 10 filhos. 8 já eram maiores de idade em 1916

José Cândido Monteiro. VIAJANTE, PIONEIRO NA COLÔNIA MILITAR DO DEGREDO EM PENÁPOLIS-SP. Natural de Candeias-MG branco, enterrado aos 72 anos de idade, em 11 de janeiro de 1916, em Penápolis-SP,  sepultura número 5., portanto, nascido em 1843 ou 1844, filho mais velho dos 16 filhos do Coronel João Monteiro de Araújo. FOI PARA PENÁPOLIS-SP.

José Cândido Monteiro: branco, falecido aos 72 anos de idade, em 10/jan/1916, de febre algida. Já era viúvo quando faleceu.

Enterrado, em 11 de janeiro de 1916, em Penápolis-SP. O seu registro de óbito é n° 5, folha 10.

Filho mais velho dos 16 filhos de João Monteiro de Araújo, e, de Laura Cândida de Assunção (também dita Laura Pires Monteiro).

Casou-se, em 21/outubro/1871, em França-SP, com  Silveria Maria da Conceição, natural de Passos-MG, filha de João Severiano da Silveira, e, Hypolita Carolina de Abreu.

ESTE CASAL PODE SER OS PAIS DO ANTONIO JULIO DA SILVEIRA que se casou com a Persília, irmão de José Cândido Monteiro.

Está da Silva no primeiro assento, mas é da Silveira como no outro assento abaixo..

NOTA: João Severiano da Silveira, viúvo de Hipólita, casou-se com Ana, abaixo, a 10-, irmã de José Cândido Monteiro, e, João Severiano foi para o Badajós em Uberaba-MG. Ver abaixo.

José Cândido Monteiro teve 10 filhos. 8 já eram maiores de 21 anos, em 1916:

Hipólito, Alvina, Maria, Ilydia, Maria José, Adelina, Maria Augusta, João, estes todos maiores de idade; estas duas Izoldina e Antônia, menores.

Procurar todos nos cemitérios de Franca-SP, Patrocínio Paulista e em Penápolis-SP.

Procuramos eles – Não sabemos deles.

João Cândido Monteiro era um dos filhos dele que  morava em Penápolis-SP, e, foi o declarante do óbito. Os dois menores certamente, também, estavam em Penápolis-SP, em 1916.

Os Monteiro de Araújo, mais novos, sempre, contavam que o primeiro dos irmãos a chegar a Penápolis-SP foi o Antônio Monteiro de Araújo, em 1904. Ou um pouco mais, pois ainda teve filho em Franca-SP em 1907. Porém, conta-se que ele chegou em 1904, depois voltou para Franca-SP  por alguns anos, tendo filho em 1907, e, veio de novo para Penápolis-SP, tendo filho nascido em Penápolis-SP em 1911, e, morreu em São Paulo-SP.

Mas com muitas entrevistas, ouvimos daqueles que escutaram, dos antigos, que o primeiro Monteiro de Araújo, em Penápolis-SP,  foi o José Cândido Monteiro, viajante que passava pela Colônia Militar do Degredo.

NOTA: Maior de idade,  naquele tempo, era maior de 21 anos. É difícil entender hoje que um homem de 72 anos ainda tivesse filhos menores. E, lutou e lutou na vida e deixou apenas “ALGUNS BENS A INVENTARIAR.”

A vovó recebe o nome, no assento de óbito dele, de Laura Pires Monteiro; só que usava mais Laura Cândida de Assunção. Mas está certo, ela é mesmo uma Pires de Moraes por parte de pai. E quanto filho mulher. Onde estão os netos dele hoje? Não estou certo se o primeiro é Hipólito ou Hipólita. A testemunha Domingos Vieira da Silva é o famoso bandoleiro.

Ver mais sobre ele na História de Penápolis-SP, neste site.

https://madrinhadaserra.com/a-origem-e-o-povoamento-de-penapolis/

https://madrinhadaserra.com/a-penapolis-do-nosso-tempo/

Tio José Cândido Monteiro, então, nasceu em 1843, em Minas Gerais; os seus filhos nasceram entre 1860 e 1892, e, os menores, após 1892, para dar certo as idades.

Diz que é nascido em Minas Gerais. O vovô Coronel João Monteiro de Araújo teve os filhos mais velhos em Candeias-MG ou Campo Belo-MG. E, seu pai, Capitão José Monteiro de Araújo, mudou-se de Candeias-MG para Franca-SP, em 1842.  Ou melhor, neste ano de 1842, comprou a Fazenda Morro Redondo do Pontal, na atual Itirapuã-SP.

Aos dez dias do mez de janeiro do anno de mil novecentos e dezesseis, nesta cidade de Pennapolis, Districto de Paz e municipio de Pennapolis, Comarca de Bauru, do Estado de São Paulo, em meu cartorio compareceu João Candido Monteiro, com vinte e quatro annos de edade, solteiro, funcionario publico, natural do Estado de Minas Geraes, residente nesta cidade de Pennapolis, e em presença das testemunhas abaixo nomeados e no fim assignados, exhibindo attestado de duas pessoas moradores nesta cidade os senhores Antonio Pereira dos Santos e Fabianno Nogueira Porto,  declarou que no dia dez do dito meze anno as sete e meia horas da manhã, em sua casa de moradia á rua Bento da Cruz, o seu pae José Cândido Monteiro, digo, horas da manhã, falleceu de morte natural, febre algida conforme o referido attestado, em sua casa de moradia o seu pae JOSÉ CÂNDIDO MONTEIRO, á rua Bento da Cruz, desta cidade, com setenta e dois annos, casado, lavrador, natural do Estado de Minas Geraes, brasileiro, residente neste districto, do sexo masculino, de côr branca, filho legítimo de João Monteiro de Araújo e Dona Laura Pires Monteiro, estes são fallecidos. Casado que foi com Dona Silveria Maria da Conceição residente nesta cidade e de seu consorcio com esta deixa nove filhos, digo, deixa dez filhos que são: Hippolito, Alvina, Maria, Ilydia, Maria José, Adelina, Maria Augusta, João, estes todos maiores estas duas Izoldina e Antonia menores e não deixou, digo e deixou alguns bens a inventariar. O seu cadaver será inhumado no cemiterio desta cidade de Pennapolis. Serviram de testemunhas: Domingos Vieira da Silva e Lourenço Antonio; Do que para constar lavrei este termo, que lido e achado conforme vai devidamente assignado. Eu Andrelino Vaz de A.., Official e Registro Civil, que o escrevi e assignei.

  • Joana Darc Garcia Sady e Ávila Says:
    14 de maio de 2017 às 11:52 pm | ou neta de Maria Augusta Monteiro, filha de Jose Cândido Monteiro. Frequentei a casa de tia Adelina, que também morava em Uberaba, e lembro de minha mãe receber visita da tia Izoldina, que morava em Pirassununga. Convivo com bisneta da Ilydia. Achei bom dar esse mergulho no passado.

A Colônia Militar do Degredo tinha fama de que quem ia para lá, não voltava.

José Cândido Monteiro teria, portanto, 26 anos de idade no final da Guerra do Paraguai, em 1870.

História escutada dos Monteiro de Araújo, mais velhos, de Penápolis-SP, e, transmitida até nós.

É história preservada.

(como 5 abaixo se casaram com bisnetas da Madrinha da Serra,  ver sobre eles em:

2- Antônio Monteiro de Araújo, casado com Mariana Nunes de Souza, bisneta da Madrinha da Serra. Se é o segundo filho, nascido por volta de 1850, deve ter ido para Penápolis-SP com, mais ou menos, 58 anos de idade por volta de 1904. Faleceu em São Paulo-SP. Os únicos que preservaram a assinatura MONTEIRO DE ARAÚJO.

ESSE ANTÔNIO MONTEIRO DE ARAÚJ0 É QUE TROUXE OS OUTROS IRMÃOS PARA PENÁPOLIS-SP. Ficou um tempo em Penápolis-SP. Voltou para Franca-SP. Teve os últimos filhos em Franca-SP. Depois voltou para Penápolis-SP. Quando voltou para Franca-SP chamou os irmãos.

A História que sempre contam, mas como vimos José Cândido Monteiro já estava há tempos.

ver sobre seus filhos e netos em https://madrinhadaserrablog.wordpress.com

Antônio Monteiro de Araújo morreu em São Paulo-SP. Sempre se conta isto. Pode ser que seu irmão  mais velho que o trouxe para Penápolis-SP, o número 1- acima, acima, que conhecia Penápolis-SP, desde o tempo da Colônia do Degredo. FOI PARA PENÁPOLIS-SP.

3- Joaquim Monteiro dos Santos. Não sabemos se ficou em Franca-SP.

4- Ernesto Antônio Monteiro. Não sabemos se ficou em Franca-SP.

5- CARLOS JUSTINO MONTEIROnosso amado avô, casado com MARIA DO CARMO DE SOUZA, bisneta da Madrinha da Serra. Nascido, em 1863, ou 1859, mais ou menos, em Franca-SP ou Candeias-MG. ,;MORREU EM PENÁPOLIS-SP, EM 1936, CHEGOU LÁ EM CARRO DE BOI EM 25 DE SETEMBRO DE 1912. FOI PARA PENÁPOLIS-SP.

6- Pedro Monteiro de Araújo, casado com Ana Augusta de Souza,  também Ana Augusta Monteiro de Souza, bisneta da Madrinha da Serra.  FOI PARA PENÁPOLIS-SP; morreu em Penápolis-SP de insuficiência cárdio renal, em 07/mar/1936, aos 70 anos, portanto, nascido em 1855, em Candeias-MG, mais provável, pois seu pai em 1861 estava em Candeias-MG, diz o inventário do pai dele; Pedro é pai da DONA MANDICA que se casou com o URIAS, seu primo. FOI PARA PENÁPOLIS-SP.

7- João Monteiro de Araújo (filho), casado com Lauriana Nunes de Souza, bisneta da Madrinha da Serra: Estes são os pais do QUINCA MONTEIRO, o Francisco Nunes Monteiro. CUIDADO COM HOMÔNIMOS AQUI.  tio João também teve um filho de nome João, irmão do Quinca Monteiro. FOI PARA PENÁPOLIS-SP.

8- Maria Cândida de Assunção, casada com Ananias Ferreira Barbosa. Ela já viúva em 1907. Seu filho Francisco Ferreira Barbosa (Chico Barbosa) casou-se com a Adélia, que é SUA PRIMA, filha do Carlos Monteiro de Araújo, portanto, seu Chico é primo de Adélia.  Maria Cândida faleceu em 1934 em Penápolis-SP. Ver sobre os filhos da Tia Adélia abaixo, nos filhos do 5 Carlos Justino Monteiro, e, na página inicial da Madrinha da Serra.

NOTA SOBRE OS FERREIRA BARBOSA. A ILKA NO SEU LIVRO LAÇOS DE FAMÍLIA, MOSTRA QUE OS FERREIRA BARBOSA SÃO DE FREG. DE SAO  SALVADOR, PERTO DE ONDE VEIO OS MONTEIRO DE ARAUJO EM PORTUGAL,,,

Os Ferreira Barbosa viveram perto deles e dos Silveira em Capela Nova, e seguiram para Passos-MG, ,onde em 1839 tem Silveira casado com Monteiro. Estas famílias todas ligadas à Madrinha da Serra sempre estiveram próximas tanto em Portugal quanto em Minas Colonial, quanto a Região de Passos-MG, Franca-SP, Uberaba-MG e Penápolis-SP, sempre um indo na frente, chamando os outros…. Marcha para o Oeste. FOI PARA PENÁPOLIS-SP.

9- Persília Cândida de Assunção, nossa amada avó,  Vó Persília. Casada com ANTÔNIO JÚLIO DA SILVEIRA.  O casamento provavelmente ocorreu, por volta de 1877, em Cássia-MG. Os primeiros filhos da Persília foram nascidos lá ou em Patrocínio Paulista-SP. ANTÔNIO JÚLIO DA SILVEIRA nasceu, em 1858, em Passos-MG, morreu, aos 51 anos,  a Fazenda Badajós, em Uberaba-MG, de tuberculose.  Ele Antônio Júlio bebia demais. Morreu pobre. Em 1904, vendeu terras para pagar dívida.  Antônio Júlio da Silveira é filho de João Severiano da Silveira, que viúvo de Hipólita, e pai da Silvéria, esposa do 1-José Cândido (irmão mais velho de Persília), casou-se em segunda vez, João Severiano com Ana, ver abaixo esta Ana irmã de Persília, número 10.

VEJA A PAGINA SOBRE NÓS SILVEIRA NESTE SITE.

SILVEIRA FERNANDES

Antônio Júlio da Silveira e Persília Cândida de Assunção tiveram de filhos, provavelmente em Ibiraci-MG, os 3 primeiros filhos.

1- Maria, casada com Jonas, que veio casada de Ibiraci-MG. Mãe da Fiica (a qual é mãe da Mariquinha), da Chata, da Floripa,

SIM, (((E JOÃO SEVERIANO É DE IBIRACI-MG, como declarado no casamento com Ana))) ver abaixo na 10-.

2- Mariana Pires de Morais, casado com Lica Pires de Morais, teve o Celso (da máquina de arroz), Nelson, Natal, Danda, Anita, Nenzota Geralda, (Guararapes-SP), e uma outra. Maria, da qual tenho foto.

3- Antenor, pai da Carmita, casado com sua prima maria filha da 15- Eleolina abaixo. Teve a Carmita, Cidica, Iraci, Irmã Albertina, Irmão Simião ai.inda vivo em 2019.

– 4- João Júlio da Silveira, caçula, natural de Franca-SP, 31/mar/1885, nunca achei o assento de batizado. MEU AVÔ PATERNO, que se casou com sua prima primeira ALCINA MONTEIRO, filha de CARLOS JUSTINO MONTEIRO, o número 5 acima. Juquinha era o Caçula, ver mais sobre ele na página principal: https://madrinhadaserrablog.wordpress.com

10- Ana Cândida de Assunção, casada com João Severiano da Silveira, já viúvo, QUE TEVE filha Silvéria que  se casou com José Cândido Monteiro, número 1 acima.
Ana declara ser de Ibiraci-MG, Dores do Aterrado, como a Carmita disse do Antônio Júlio da Silveira.. Foi pro Badajós. Ana e João Severiano da Silveira já falecidos quando do testamento da Laura Cândida de Assunção, mãe de Ana, em dez/1907. FILHOS: Alfredo, Belduino, Guilhermina, Aureliano (talvez seja o Aureliano falecido em Penápolis-SP em 1927), Augusto, e, Perciliana. Um desses pode ser o seo Lica Pires de Morais casado com a filha do Antenor, a Mariana, acima no 09.

Acredito que João Severiano da Silveira, no primeiro casamento, seja o pai também de Antônio Júlio da Silveira, casado com a 9- Persília Cândida de Assunção.

11- Maria das Dores Monteiro, (Tia Sadóca? ou Dolores), casada com Joaquim Garcia de Almeida.  Nascida em Franca-SP em mais ou menos 1861, ou em Candeias-MG, (errado no óbito, morou em Uberaba-MG, mas não nasceu lá). (Em 1861, no inventário do seu pai, o Coronel João Monteiro de Araujo pai da Maria das Dores ainda morava em Candeias-MG.) Carmita sabia do apelido dela. Carmita também falava de uma Dolores na foto com Persilia e Juquinha.  Maria das Dores faleceu viúva, em Penápolis-SP, em 10/ago/1947, aos 86 anos. Temos o atestado de óbito. FOI PARA PENÁPOLIS-SP.

SAM_6534

12- Cassiana Cândida de Assunção, (também chamada Cassiana Monteiro de Araújo); era chamada de Tia Ciana; era atrapalhada da cabeça; viveu e acredito morreu no Badajós, em Uberaba-MG. Casada com Olímpio (Moreira?)de Araújo Roso. Este Olímpio é descendente do fundador de Uberaba-MG, Sargento Mór Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira. Conta-se muito que Tio Neca foi o último a sair do Badajós.

Imagino que tia Ciana morreu no Badajós. A Tia Ciana casou na família dos Rocha Miranda,e, família do Fundador do Uberaba-MG, Sargento Mór Eustáquio, como  também o é, o Tio Neca abaixo, o 16-.

1- Sebastiana Maria do Espirito Santo, natural do Desemboque-MG onde se casou, em 1815, com o Capitão Tomaz José de Miranda Porto, natural do Porto Portugal, filho legítimo de José de Miranda Porto e de Maria Joaquina Diniz Wauxiller. Foi proprietário da Fazendinha, hoje Badajós.

2-1 Tomazia de Miranda, batizada a 2 de abril de 1819, em Uberaba, casada com Antônio de Araújo Roso, natural de Mogy Mirim, Estado de S. Paulo. Teve:

3-2 Paulinho de Araújo Roso, natural de Uberaba, onde, há anos, faleceu casado com Maria Cândida de Oliveira, natural de Dores de Santa Juliana (município de Araxá-MG), filha legítima de Bernardino Alves da Costa e Balduina Francisca de Oliveira, Teve os seguintes filhos nascidos em Uberaba-MG:

4-1 Olímpio de Araújo Roso, casado com Cassiana Monteiro de Araújo, filha legítima do
Capitão João Monteiro de Araújo, morador na mesma Fazenda Badajós. Teve:
5-1 Aristides
5-2 Américo
5-3 Adelino
5-4 Maria
5-5 Almerinda
5-6 Agripina
5-7 Antonio

Ver no site da Família Silva e Oliveira:

http://www.uberabagenealogia.wordpress.com

Filhos de Cassiana, a tia CIANA:

– Aristides, Américo, Adelino, Maria, Almerinda, Agripina e Antônio.

13- Ester Cândida de Assunção, casada com Joaquim Nunes de Souza, bisneto da Madrinha da Serra, foram para Penápolis-SP, ele foi vereador da primeira turma em Penápolis-SP em 1914, avôs do Paulo Nunes de Souza. FOI PARA PENÁPOLIS-SP. Tem túmulo grande no cemitério de Penápolis-SP. Fizeram homenagem na Câmara Municipal a ele.

14- Carlota Cândida de Assunção, casada com JOÃO GARCIA (PEREIRA?)… ou…. João Garcia Duarte Vieira, (pode ser dos Garcia Vieira que foram para Penápolis-SP, dos parentes do Barão da Franca-SP, o José Garcia Duarte). Já falecida em 1907. Alceu Júlio da Silveira, no seu nascimento, teve um declarante de nome José Garcia Duarte Vieira.  FILHOS: Maria, Manoel, Antonio, Francisca, Ester e Aura (Ana?).

15- Eleolina Cândida de Assunção, casada com Antônio (Luís?) da Costa, avôs da Carmita da Silveira, está que tem depoimento em vídeo no inicio desta  página. São os pais da mãe da Carmita, a Maria. Ficou no Badajós em Uberaba-MG.

16- Manuel Monteiro da Silva, INVENTARIANTE DA LAURA, CUIDOU DA FAZENDA BADAJÓS DEPOIS QUE SEU PAI MORREU EM 1900. Nascido na Fazenda do Morro Redondo, onde hoje fica no município de Itirapuã-SP. Nascido em 1878, Tio Néca, CAÇULA, o último a sair da Fazenda Badajós, em 1939, e foi para Trindade-GO. Tio Néca foi casado com Virgínia da Rocha, descendente do fundador de Uberaba-MG, Major Eustáquio, que teve a filha natural:

O sargento-mór Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira teve:

1- Sebastiana Maria do Espirito Santo, natural do Desemboque-MG onde se casou, em 1815, com o Capitão Tomaz José de Miranda Porto, natural do Porto Portugal, filho legítimo de José de Miranda Porto e de Maria Joaquina Diniz Wauxiller. Foi proprietário da Fazendinha, hoje Badajós. Pais de:

2-10 Virgina Damiana de Miranda Rocha, nascida em Uberaba a 27 de setembro de 1837, casada a 27 de setembro de 1853 com o Tenente Francisco Ferreira da Rocha (Nenê) (28), nascido em Uberaba, a 23 de agosto de 1829, filho natural de Maria Martinha de Jesus, já falecido. Teve:

3-5 Francisco Lazarino da Rocha Miranda, casado, em primeiras núpcias, com Rita Messias da Rocha, filha legítima de Antonio Peregrino Alves e em segundas núpcias com Maria do Carmo, filha legítima do Coronel José Rodrigues da Cunha Teixeira (Vide Tit. Rodrigues da Cunha) Teve:
Do 1º matrimônio:
4-1 Maria
4-2 Virginia CASADA COM O TIO NECA, pais de Maria de Lourdes, Iracema, José, Benigno, Hílton, Ester e Wilson
4-3 Vicente

Ver no site da Família fundadora de Uberaba-MG  http://www.uberabagenealogia.wordpress.com

TIO NECA

O inventário da vovó Laura diz, em dez/1907, que o Tio Néca seria seu inventariante porque cuidou bem dela e da fazenda desde 1900 quando vovô joão morreu.

“remuneração da dedicação e serviço que sempre tem tratado a testadora e com que sempre tratou o seu pai, do qual substituiu na direção dos trabalhos do sítio e negócios desde que ele adoeceu.”

Tio Néca teve 7 filhos: Maria de Lourdes que temos informação que voltou para Uberaba-MG, e mais dois de seus filhos ou netos voltaram de Trindade-GO para Uberaba-MG. Viveram estes dois filhos uns tempos no Estado do Tocantins. Têm, seus descendentes, terras no Badajós em 2014. Moram eles ou filhos deles no Bairro da Abadia, em Uberaba-MG. A filha Ester já casada em 1939, não foi para Trindade-GO, permanecendo em Uberaba-MG.

A Vovó LAURA teve ele com 50 anos de idade, isso por volta de 1878, quando nasceu Tio Néca, em Franca-SP, na Fazenda Morro Redondo do Pontal, atualmente Município de Itirapuã-SP.

Vou procurar inventários deles todos.

  • ANA PAULA MONTEIRO Says:
    3 de setembro de 2018 às 7:01 pm |Boa Noite!
    Meu nome é Ana Paula Monteiro e sou bisneta de Manoel Monteiro da Silva (NECA) e Virgínia da Rocha Monteiro (GINICA)
    Estamos preparando um grande encontro da Família Monteiro que acontecerá em 08/09/2018 em Trindade/GO.
    Quero agradecer as informações que obtive neste site que foram valiosissímas para o resgate da memória de minha família.
    Escrevi um panfleto com a nossa história e se for de utilidade para vocês, gostaria de enviá-lo.
    Grande abraço!
    Ana Paula Monteiro

Ver sobre esta família abaixo em:

http://www.madrinhadaserrablog.wordpress.com

Agora só o Quinto filho do Coronel João Monteiro de Araújo: CARLOS JUSTINO MONTEIRO (1864-1936)

Veja agora os filhos e descendentes do CARLOS JUSTINO MONTEIRO, O NÚMERO 5 ACIMA,  casado com MARIA DO CARMO DE SOUZA, quinto filho do CORONEL JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO: FOI PARA PENÁPOLIS-SP.

10 filhos: 5 ou 6 deles são casados com primos em primeiro grau e Totonho é casado com prima em segundo grau.

Foto rara só com adultos sem netos e ninguém sorrindo. Não se dava risada para tirar foto.

Carlos Justino Monteiro, Maria do Carmo de Souza, e, seus 10 filhos, em Penápolis-SP, em 1927;

familiamonteiropenapolis0001

1-Adélia, a mais velha, nascida em Patrocínio Paulista,  que foi casada com o seu primo Francisco Ferreira Barbosa (Chico Barbosa), filho de Maria Cândida de Assunção, casada com Ananias Ferreira Barbosa. Ela já viúva em 1907.  Maria Cândida faleceu em 1934 em Penápolis-SP.

Adélia e Chico viveram em Promissão-SP. A Madrinha Adélia era a mais velha dos 10 irmãos filhos do CARLOS JUSTINO MONTEIRO.

Adélia é mãe da do 1- Geraldo Barbosa (que foi casada com Catarina), 2- Edite c/c Luís, Filhinha (mãe da Marili, Magali e Fernando) e da 3- Nair que foi casada com o Nenê Langhi).

O Geraldo Barbosa foi pioneiro em Campo Mourão-PR; gostava de visitar parente. Eh homem bom. Contou-nos muitas histórias antigas que vou postar em breve. Visitamos eles em Campo Mourã-PR , na Páscoa de 1987, na casa do filho dele, o Francisquinho. Ele tem também o Geraldinho, instrutor de paraquedismo em Guaratinguetá-SP. Geraldo teve fábrica de doce em 1947-48 em Araçatuba-SP para onde levou a família do Juquinha e Chinica, a número 6 Alcina, abaixo.

2-Emília, Bia, que foi casada com o Professor Altino de Araújo Vaz de Melo, (mãe do Frei José ( batizado como Garibaldi Celso), da Iraci Béber c/c Guilherme Béber, da poetiza Carmita de Melo Ahmad, Carlito e………), A Tia Iraci teve a Bila (já falecida), o Carlota que é o pai da Cristiane Beber que tem Locadora pertinho da casa da Cema, (filha do Quinca Monteiro e mãe da miss Penápolis).

3-Custódia, (Tóda), que foi casado com José Garcia Vieira, dos “Garcia Duarte” do Barão da Franca. TÓDA (Custódia) é mãe de Jandira (casada com irmão do Ninil e tem os filhos: 1-José Mauro, 2-Juraci e 3-Maria do Carmo (Cotinha)). TIA TÓDA (Custódia) também é mãe e José (Zeca) e da Eunice. A Eunice era de Avanhandava-SP onde tem filhos.

4-ABÍLIO, Bilico, que foi casado com Nair Correia, da familia Silva e Oliveira; Bilico é pai da Adair que é casada com o vereador de Uberaba-MG Arly Coelho). Bilico também é pai do Wanderlei, do Elton Siles e da………….., ainda vivos). Estes “Correia’ da Tia Nair parece que são parentes dos Silveira do Juquinha e Antenor.  Certo é que a Nair Correia é parente minha por parte dos Silva e Oliveira pioneiros em Uberaba-MG. Vou pesquisar mais no livro dos Silva e Oliveira. É homenageado dando nome a uma rua em Uberaba-MG, a Rua Abílio Monteiro.

5-CARLOS, Carrinho, que foi casado com sua prima Maria de Lourdes (Lica) Monteiro, filha do João Monteiro de Araújo Júnior e Lauriana de Souza. Carrinho é pai do pai do Walter Monteiro, ainda vivo e que não teve filhos. Primos 2 vezes , o Carrinho e a Lica.

6-Alcina Monteiro (a Chinica) TRINETA da MADRINHA DA SERRA, (filha de MARIA DO CARMO DE SOUZA), se casou com seu primo JOÃO JULIO DA SILVEIRA (o JUQUINHA) e tiveram 7 filhos. Ou seja: Chinica e Juquinha são netos do Coronel João Monteiro de Araújo. Tiveram também um menino que nasceu morto em 1931.

7-URIAS, que foi casado, em 1920, em Penápolis-SP, com sua prima 2 vezes, a Mandica (Armanda Monteiro de Souza), filha do tio Pedro Monteiro de Araújo e Ana Augusta de Souza, (pai de Cidinha casada com José de Castro, Marina casada com Filó Cruvinel, e da  Honorina casada com Antônio Carrilho de Castro Neto (o Toneco).  As 3 filhas do Urias são falecidas.  José de Castro e TONÉCO são irmãos.

8-Amélia, (Melinha), que foi casado com Enoch de Paula Ribeiro, (que era viúvo de uma prima nossa, a Laura Nunes Monteiro, que é filha da Antônio Monteiro de Araújo e Mariana Nunes de Souza). Melinha é mãe do Hélio, que faleceu em 2011 e que foi casado com Odete. Hélio teve vários filhos. Melinha também é mãe do Láercio que morreu de acidente com 20 anos de idade. Enoch teve três filhos no primeiro casamento: Fiica, Anita, casada com João Sampaio (que foi prefeito de Penápolis-SP), e Lutácio. VER SOBRE ELES, acima, na parte do ANTONIO MONTEIRO DE ARAUJO E MARIANA (filha da Custódia Nunes).

9-Totonho Totonho, que foi casado, em Penápolis, com sua prima em segundo grau, Maria Aparecida Cintra Monteiro, filha do primeiro casamento de Gulhermino Cintra natural do Garimpo das Canôas-MG com a Arlinda de Souza Monteiro, que é filha do tio Pedro Monteiro de Araújo.  A segunda esposa do Guilhermino era a Cândida. A Tia Aparecida é irmã do Acácio. Totonho  era o caçula e primeiro a falecer em 1947, tragicamente, (pai de José, Inês e do Toninho, estes 3 ainda vivos). Portanto tia Aparecida e Totonho também são primos (em segundo grau). Inês é mãe do Marcelo e da Mônica. O Marcelo tem os filhos Lucas e Rafaela. A Mônica tem o filho Bruno e as gêmeas Beatriz e Gabriela. O Toninho tem o Gustavo e a Juliana (que é mãe da Isadora). O Tio Totonho morreu na roda do engenho. Estava muito frio e o capote dele enroscou na roda.  a Mônica me adora.

10-ANTONIETA, a Tia Nenê, que foi casado com seu primo Alberto Nunes de Souza ( sem filhos). Alberto é filho do Joaquim Nunes de Souza e Ester Cândida Monteiro. São primos 2 vezes portanto, Nenê e Seo Alberto.

MENSAGENS ENVIADAS POR PRIMOS:

20 Respostas to “2- A Família Monteiro de Penápolis-SP e Uberaba-MG – O Coronel João Monteiro de Araújo, (1820-1900), seus pais, seus irmãos, seus filhos, e, seus netos, bisnetos, trinetos”

  • marcelo magrin Says:
    14 de agosto de 2011 às 2:54 pm |Olá, a minha avó olga monteiro era de itirapuã, filha de Manoel Gonçalvez monteiro . Seu irmao juvencio monteiro morava em penapois .Será que eles teriam algum parentesco com joao monteiro de araujo?
  • capitaodomingos Says:
    15 de agosto de 2011 às 11:50 am | entre no http://www.capitaodomingos.wordpress.com , ali será postado o livro dos faleiros onde aparece muitos monteiros.
    este site da madrinha está começando vamos amplia-lo.
    sim, todos são descendentes do jose monteiro de araujo. pioneiros em penapolis. dois ramos dos monteiro foram para penapolis, os da farmacia e os nossos.
  • Lucas Fernandes Castro Says:
    25 de março de 2012 às 3:02 am | Responder   EditarGostaria de saber se você tem fotos antigas de Candeias Minas Gerais para me enviar.
  • Rosangela Maria de Andrade Says:
    2 de julho de 2014 às 1:08 am | Responder   EditarOLÁ…NASCI EM GOV.VALADARES,EM 1964, MINHA MÃE SE CHAMA MAURA E MEU PAI ANEDINO VIEIRA DE SOUZA…SEGUNDO MINHA MÃE, ELE JÁ É FALECIDO DESDE QUE EU TINHA 1 ANO E 8 MESES, MEU NOME NO BATISTÉRIO CONSTA COMO “GENIRA VIEIRA DE SOUZA”, ELA TAMBÉM DIZ QUE TENHO DOIS IRMÃOS POR PARTE DE PAI , JANDIR E LUIZINHO E QUE MORAVAM NA ILHA DOS ARAÚJO. GOSTARIA DE REENCONTRÁ-LOS, É POSSÍVEL ?? OBRIGADA, AGUARDO RESPOSTA.
  • Maria de Lourdes Vieira Milreu Says:
    13 de julho de 2015 às 8:38 pm | Oi, meu nome é Maria de Lourdes Vieira Milreu, sou filha dos falecidos Vicente Vieira da Silva e Luzia Maia da Silva. Sobrinha neta de Domingos Vieira da Silva. Sei que nasci na Fazenda do Quincas Monteiro. Gostaria de saber o nome da Fazenda. Seria possível? Sempre tive essa curiosidade. Obrigada!
  • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA UBERABA-MG FRANCA-SP MADRINHA DA SERRA Says:
    14 de julho de 2015 às 8:27 am | Parabéns. Gostaria que nos escrevesse sobre o Domingos Vieira e os filhos deles. O Quinca tinha muitas fazendas. A Fazenda do pai dele era a Fazenda Santa Lauriana, ou fazenda velha. a Cema filha do Quinca morreu este ano.
  • Sonia Monteiro Says:
    3 de setembro de 2015 às 8:28 pm |6- Pedro Monteiro de Araújo, casado com Ana Augusta de Souza, bisneta da Madrinha da Serra. ESSE FOI PARA PENÁPOLIS-SP, MORREU EM 1944 EM PENÁPOLIS-SP; pai da DONA MANDICA que se casou com o URIAS, seu primo. FOI PARA PENÁPOLIS-SP.
  • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA UBERABA-MG FRANCA-SP MADRINHA DA SERRA Says:
    4 de setembro de 2015 às 8:37 am | Parabéns. Tem muita foto para ser identificada.
  • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA UBERABA-MG FRANCA-SP MADRINHA DA SERRA Says:
    4 de setembro de 2015 às 8:37 am | Tem muita coisa em rascunho ainda para ser publicado.
    1. Meu Deus, sou a sétima geração após a Madrinha da Serra.
      A Mandica era irmã do meu avô Adauto Monteiro de Souza.
      Tem foto dele com minha avó, minha mãe e tio pequenos aqui no site.
      Sou Sonia Valéria Monteiro de Souza, filha de Waldecir Monteiro de Souza, filha de Adauto Monteiro de Souza, filho de Pedro Monteiro de Araujo e Ana Augusta de Souza. Tem fotos de nosso albúm aqui no site.
  • 2- Coronel João Monteiro de Araújo, (1820-1900), seus pais, seus irmãos, seus filhos, e, seus netos – MADRINHA DA SERRA – JOAQUINA CUSTÓDIA DA CONCEIÇÃO Says:
    1 de junho de 2016 às 8:57 am | […] magrin Says: 14 de agosto de 2011 às 2:54 pm | Responder   editarOlá, a minha avó olga monteiro era de itirapuã, filha de Manoel Gonçalvez […]
  • Joana darc Ananias de Jesus Says:
    8 de março de 2017 às 1:38 pm | rSOU NETA DE JOÃO ANANIAS CÂNDIDO..FILHA DE ANTONIO ANANIAS SOBRINHO..MEU NOME JOANA DARC ANANIAS DE JESUS..
  • Joana darc Ananias de Jesus Says:
    8 de março de 2017 às 1:48 pm | Família João Ananias Cândido gostaria de saber sobre os Ananias de onde vieram se eles fazem parte dessa família gostaria de saber mais vou deixar o meu e-mail entra em contato comigo por favor
  • Joana darc Ananias de Jesus Says:
    8 de março de 2017 às 1:54 pm |De onde vieram os Ananias de qual parte que fazem essa nação gostaria de saber só neta de João Cândido Ananias meu pai Antônio Ananias sobrinho gostaria muito de ter uma resposta em relação aos Ananias de onde vieram quem foram quem são seus antepassados
  • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA, Faleiros, Leme, UBERABA-MG, FRANCA-SP, MADRINHA DA SERRA, Três Ilhoas Says:
    8 de março de 2017 às 3:48 pm   Editarpaulosilveira@ict.unesp.br
  • Joana Darc Garcia Sady e Ávila Says:
    14 de maio de 2017 às 11:52 pm | ou neta de Maria Augusta Monteiro, filha de Jose Cândido Monteiro. Frequentei a casa de tia Adelina, que também morava em Uberaba, e lembro de minha mãe receber visita da tia Izoldina, que morava em Pirassununga. Convivo com bisneta da Ilydia. Achei bom dar esse mergulho no passado.
  • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA, Faleiros, Leme, UBERABA-MG, FRANCA-SP, MADRINHA DA SERRA, Três Ilhoas Says:
    15 de maio de 2017 às 8:59 am | Responer   EditarParabéns. Estava esperando vocês aparecerem. O José Cândido que fala é o que morreu em 1916 em penápolis-sp? conte sua história, passe o nome dos netos todos e onde viveram.
  • ANA PAULA MONTEIRO Says:
    3 de setembro de 2018 às 7:01 pm |Boa Noite!
    Meu nome é Ana Paula Monteiro e sou bisneta de Manoel Monteiro da Silva (NECA) e Virgínia da Rocha Monteiro (GINICA)
    Estamos preparando um grande encontro da Família Monteiro que acontecerá em 08/09/2018 em Trindade/GO.
    Quero agradecer as informações que obtive neste site que foram valiosissímas para o resgate da memória de minha família.
    Escrevi um panfleto com a nossa história e se for de utilidade para vocês, gostaria de enviá-lo.
    Grande abraço!
    Ana Paula Monteiro
    monteiroefreitas@yahoo.com.br
  • GENEALOGIA, Familias, SILVA OLIVEIRA, Faleiros, Leme, UBERABA-MG, FRANCA-SP, MADRINHA DA SERRA, Três Ilhoas Says:
    4 de setembro de 2018 às 9:58 am | Responder   Editarok. pode enviar. mande foto do encontro. não posso ir porque vou operar.
  • GENEALOGIA, Familias, SILVA OLIVEIRA, Faleiros, Leme, UBERABA-MG, FRANCA-SP, MADRINHA DA SERRA, Três Ilhoas Says:
    4 de setembro de 2018 às 9:59 am | Responder   Editardivulgue o site. sempre entre pois tenho muita coisa a acrescentar no site que ainda estão nos meus rascunhos. alem de mais fotos para postar.
  • GENEALOGIA, Familias, SILVA OLIVEIRA, Faleiros, Leme, UBERABA-MG, FRANCA-SP, MADRINHA DA SERRA, Três Ilhoas Says:
    4 de setembro de 2018 às 10:01 am | Responder   Editarmande nomes de filhos e netos do neca para eu acrescentar.

Sobre GENEALOGIA, Familias, SILVA OLIVEIRA, Faleiros, Leme, UBERABA-MG, FRANCA-SP, MADRINHA DA SERRA, Três Ilhoas

busca de certidões, imigração, visto, nacionalidade, origem genealogia de Famílias dos Açores, da Ilha da Madeira e do Norte de Portugal famílias de Minas Gerais e de São Paulo no Brasil - Leme, Faleiros, Silva Diniz, Silva e Oliveira, Carrilho de Castro, Valim de Melo, as Três Ilhoas, e, Bandeirantes
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s